Categorias
NRC — APL

ASYLUM POLICY LAB

Asylum Policy Lab é um Laboratório Universitário de Políticas Públicas da NOVA FCSH, que desenvolve atividades no âmbito da política de asilo e de migração. As suas atividades incluem estudos, consultoria e formação sobre as políticas migratórias – com especial atenção às de asilo – ao nível internacional, europeu e nacional. Os destinatários das atividades de consultoria e formação são as organizações públicas e da sociedade civil, bem como todas as entidades que se encontrem ativas no acolhimento e na integração de requerentes e beneficiários de proteção internacional em Portugal.

The Asylum Policy Lab is a University Laboratory of Public Policy of NOVA FCSH, which develops activities in the field of asylum and migration policy. Its activities include studies, consultancy and training on migration policies – with special attention to asylum policies – at international, European and national levels. The targets of the consultancy and training activities are public and civil society organisations, as well as all entities that are active in the reception and integration of applicants and beneficiaries of international protection in Portugal.

Categorias
Eventos

Promover a interação entre investigação & instituições públicas

Um encontro para debater a prática e a teoria do asilo em Portugal

Existe, em Portugal, uma consistente atividade de investigação sobre as políticas de asilo – e de migração em geral – nas suas várias vertentes, quer temáticas, quer disciplinares.

O NOVA Asylum Policy Lab convida @s investigador@s ativ@s na área a juntarem-se num encontro nacional que visa dar a conhecer as pessoas envolvidas na investigação sobre asilo e migração forçada em Portugal, bem como promover a interação entre @s investigador@s e as instituições públicas. O encontro é apoiado pelo Alto Comissariado para as Migrações (ACM) e o Centro Nacional para Integração de Migrantes (CNAIM – Lisboa).

O evento terá lugar no dia 21 de novembro, no Auditório do CNAIM/ACM, em Lisboa, em modalidade híbrida (presencial e online).

A participação é livre, mas sujeita a inscrição prévia.

Inscreva-se AQUI.

A participação remota poderá ser realizada através dos acessos à plataforma ZOOM, que seguem abaixo:

Para os que preferirem participar remotamente, seguem abaixo os dados de acesso do ZOOM:

Categorias
Eventos

Dia Mundial dos Refugiados 2022

No dia 23 de Junho de 2022, o Asylum Policy Lab da NRC junta-se ao OutLab do IFILNOVA para acolher e colaborar com a iniciativa promovida pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados e pela Plataforma de Apoio aos Refugiados (JRS/PAR), que assinala o Dia Mundial do Refugiado com uma semana dedicada ao tema.

Acolher, Refugiar – Uma semana dedicada aos recomeços

Programa

14:30 Receção dos participantes

14:45 Discursos de abertura André Costa Jorge e
Gabriele de Angelis

15:00 Painel I: União Europeia: dois pesos e duas medidas?
Reflexão sobre o presente e o futuro das políticas migratórias europeias e o desafio de não deixar ninguém para trás.

Emellin de Oliveira (NOVA Refugee Clinic – Legal Clinic)
Miguel Duarte (Hubb – Humans Before Borders)
Carmo Belford (JRS/PAR)
Moderadora: Ghalia Taki

16:30 Painel II: Refugiados: “Nós” ou “Eles”?
O papel da sociedade civil na desconstrução dos mitos e preconceitos e na supressão de obstáculos à integração na comunidade.

Reinaldo Martinez (Estudante internacional na NOVA)
Teresa Mascarenhas (JRS/PAR)
Francisca Gorjão Henriques (Associação Pão a Pão)
Moderadora: Susana Venceslau (Lusa)

17:15 — Encerramento: Diretor-Geral, André Costa Jorge

Assista ao vídeo do seminário em:

https://www.facebook.com/jrsportugal/videos/5368717983167252

Categorias
Investigação

ESTUDO “O acolhimento em Portugal de pessoas vindas da Ucrânia”

O Asylum Policy Lab convida toda a comunidade a participar num estudo sobre o acolhimento em Portugal de pessoas vindas da Ucrânia – desde 24 de fevereiro de 2022 -, que pretende analisar a implementação e o funcionamento das políticas relativas à proteção temporária em Portugal e os seus resultados.

Se é um particular, uma organização da sociedade civil ou uma Câmara Municipal ativa no acolhimento de pessoas vindas da Ucrânia, participe do nosso estudo e conte-nos a sua experiência!

Envie um email para: asylum.policylab@gmail.com

Categorias
Conferências académicas

Irregular Migration and (in)Security in Southern Europe

Membros da NOVA Refugee Clinic — Asylum Policy Lab & Legal Clinic organizam um painel na ECPR General Conference 2022

24/08/2022 (4a), 09:00 – 10:45, Innsbruck & online

Chair: Emellin De Oliveira NOVA School of Law

Co-Chair: João Estevens Instituto Português de Relações Internacionais, IPRI-NOVA

Panel Discussant: gabriele de angelis IFILNOVA, NOVA UNIVERSITY OF LISBON

The last decade has been showing the complex and interdependent context of global security, especially in issues such as irregular migration where the separation between internal and external security is contentious. The end of the Cold War, 9/11 terrorist attacks, and more recently the so-called “EU migration crisis” opened space for a new interest in the topic, that has partially moved from the social area to the security field, often leading towards increasing politicization and securitization – both in policy practices and discourse. Whether the object of security is the Nation-state, the global community, the European Union, or the crossing border individuals (migrants, asylum seekers, refugees), there are several challenges that emerge.

The migration-security nexus has been explored dissimilarly across time, space, and disciplines. Research has focused on transnational cooperation and aid with countries of origin and transit countries, human (in)security drivers in the countries of origin, better transnational governance, stronger border control and surveillance, the militarization of borders, enhanced FRONTEX competencies and policing instruments, detention centres, or transnational organized crime and migrants smuggling.
This panel discusses the complex relationship between irregular migration and security, focusing on Southern Europe, and it is open to contributions from different disciplines from a comparative or case study perspective. Papers that approach these issues empirically and in relation to European security, national security, or human security are particularly welcome, whether dealing with the causes, consequences or instruments that challenge the migration-security nexus.